Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

mumbles

mumbles

Marcha-Protesto do Passado dia 10 de Abril
 marcha protesto pelos animais Lisboa
 
A Marcha-Protesto em defesa dos animais, que teve lugar no passado sábado, dia 10 de Abril, e cuja concepção e organização estiveram a cargo da ANIMAL, pode contar com o importante apoio, divulgação e adesão de várias dezenas de Associações de Protecção dos Animais Nacionais, de Grupos formais e informais que se dedicam heroicamente ao apoio a animais individuais e/ou à Protecção dos Animais em geral, de cidadãs/ãos comuns, e, finalmente, de Organizações Internacionais de Defesa dos Animais. Este evento foi, o que até hoje, mais pessoas juntou pela Protecção dos Animais em Portugal, e, com esta adesão – que também se deveu às novas formas de comunicação on-line (as redes sociais) –, provou-se mais uma vez que a preocupação com os animais tem vindo a crescer em Portugal, e que, cada vez mais, as pessoas estão a combater a ideia de que “não vale a pena ir para a rua”.

Depois de ter sido feita a média das contagens efectuadas ao longo do percurso, chegou-se à conclusão de que muito perto de 4 mil pessoas haviam participado nesta manifestação. A maior parte dos órgãos de comunicação social divulgou que estariam mais de 300 pessoas a participar, e, muito embora tenhamos noção de que os números da imprensa raramente correspondem à realidade, a diferença neste caso era tanta, que decidimos pedir, ao abrigo do Direito de Resposta, a reposição dos números reais. Depois de vários contactos que os receptores deste pedido – a Imprensa – encetaram com a ANIMAL, de facto, percebeu-se que, o erro não havia sido da Agência Lusa, mas sim dos outros jornais que utilizaram o seu comunicado. O comunicado original desta agência noticiosa, ao qual a ANIMAL veio a ter acesso durante o dia de hoje, dizia que naquele momento (às 14h30m) estariam já no local da concentração mais de 300 pessoas, e que se esperava que, durante a tarde e até ao final do evento, o número chegasse aos milhares. Esta informação era verdadeira e factual, o problema criou-se quando os jornais a utilizaram e não tiveram o cuidado de a actualizar. Assim, a ANIMAL vem pedir desculpas à Agência Lusa por ter posto em causa a sua seriedade profissional, e continua a aguardar, da parte dos restantes órgãos de imprensa, a publicação dos números reais. Segundo a última informação que tivemos de um destes jornais, o caso terá já a sido encaminhado para o departamento correspondente. Veremos os outros e daremos mais notícias acerca deste assunto, assim se justifique.

 

 

 

(continua)

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.