Sexta-feira, 7 de Agosto de 2009
PARA REFLECTIR

 

 

VEDDAS realiza seminário "COMBATE À VIVISSECÇÃO FRENTE À LEI AROUCA"
 
O seminário COMBATE À VIVISSECÇÃO FRENTE À LEI AROUCA será realizado nos dias 14, 15 e 16 de agosto em São Paulo. Destinado a estudantes e ativistas que atuam pelos direitos animais, o seminário tem como objetivo capacitar essas pessoas a atuarem frente a essa nova legislação federal, cuja regulamentação acaba de ser assinada pelo Presidente da República no último dia 4 de agosto. O quadro de palestrantes é formado por biólogos, médicos, advogados, ativistas e promotores de justiça, todos eles com larga experiência no tema dos direitos animais.
 
Depois de ter ficado por 13 anos tramitando no Congresso Nacional e ter sido aprovada em outubro de 2008, a Lei Arouca estabelece os critérios para a prática da experimentação animal em todo o território nacional, instituindo pela primeira vez o controle oficial sobre a utilização de animais para essa finalidade. Defendida por cientistas e associações científicas como sendo uma lei que visa estabelecer normas que garantem um tratamento adequado aos animais, a nova legislação é considerada por muitos um retrocesso no que diz respeito aos direitos animais.
 
Para George Guimarães, presidente da ONG VEDDAS (Vegetarianismo Ético, Defesa dos Direitos Animais e Sociedade), que liderou a campanha contra a aprovação do projeto de lei, “a Lei Arouca não defende o interesse dos animais, ela apenas regulamenta uma prática que em muitos países caminha no sentido de ser abolida. Com a aprovação da Lei Arouca, o Brasil caminha na contramão dessa tendência, abrindo as portas do país para abrigar uma prática que não encontra mais espaço em países com maior desenvolvimento ético e científico”.
 
Mais informações:
www.veddas.org.br/seminarioarouca.htm

 


I mumble because I feel:

publicado por Maria João Brito de Sousa às 14:53
link do post | mumble too! | How we mumbled:

Quarta-feira, 17 de Setembro de 2008
COBAIAS

Nunca se sentiram cobaias? Pois eu já...

Ultimamente, então, é muito frequente.

Se é paranóia? Na! Eu cá tenho as minhas razões... mas eu sou um ser humano e posso abstrair-me disso. Posso pensar noutra coisa, posso imaginar, até como forma de defesa, que "é só impressão minha". Vocês entendem. Também são seres humanos e sabem bem do que somos capazes para manter a nossa integridade física e psicológica.

Agora ponham-se na pele de um rato de laboratório. Para nós não é díficil. Experimentem lá!

Imaginem-se ali, engaiolados, sujeitos à primeira mão que, aleatoriamente, vos agarre para vos picar, provocar uma doença mortal (ou menos mortal e contudo dolorosa...), para vos separar do palminho de terreno que vos foi dado conhecer e, se muito bem entender, arrancar-vos a vida. Lembrem-se; vocês são, neste momento, ratos de laboratório! Não podem recorrer a estes humanos recursos e subterfúgios a que o Homo Sapiens sapiens se dá ao luxo...

tudo o que sentem e pressentem é dor e é terror. E então? Não é fácil pois não?

Suponham que um gigante da altura de um prédio de nove ou dez andares se debruça sobre vocês e decide iniciar, sobre o vosso corpo, uma exploração que inclui a vivissecação. Que pesadelo!

É por estas e por outras que eu sou contra a vivissecação. Porque, desde criança, me habituei a entender e a respeitar todas as espécies vivas. Incluindo a espécie humana.


I mumble because I feel: do lado da cobaia

publicado por Maria João Brito de Sousa às 20:13
link do post | mumble too! | Ear my mumbles (2) | How we mumbled:

Sábado, 30 de Agosto de 2008
PORQUE EU DISSE: - NÃO! (E FOI HÁ 40 ANOS...)

http://www.baristanet.com/2008/08/animal_experiments_in_the_scho.php

 

Não é, de todo em todo, necessário que as crianças sejam obrigadas a vivissecar animais (ou a ver os seus professores procederem à vivissecação) para terem uma boa nota a Biologia. Existem outros métodos que não obrigam a este tipo de violentação. Violentação para a criança e para o animal sacrificado.

Há cerca de quarenta anos atrás, em plena época "da outra senhora", era impensável enfrentar ou confrontar aqueles que nos impunham esses conteúdos programáticos. Nesse tempo o ensino secundário estava estruturado de uma forma bastante diferente do dos dias que correm. A disciplina de Ciências da Natureza, impunha-nos aulas práticas, sobretudo no 4º e 5º anos do liceu, que correspondiam aos 8º e 9º ano de agora.

Eu era uma aluna razoável a Botânica, fracota a Geologia e imbatível a Biologia. Não havia "ponto" (teste) de Biologia a que não tirasse 20 valores. E acreditam que faltei ostensivamente a todas as aulas práticas da disciplina? Pois foi essa a pura verdade!

E o meu pai, que era o meu Encarregado de Educação, ficou a saber porquê e aplaudiu. Bem... ficou um tanto ou quanto preocupado quando lhe contei que andara a rondar as jaulas dos animais em cativeiro, a ver se se os conseguia libertar... mas essa é outra história...

 


I mumble because I feel: a favor da vida

publicado por Maria João Brito de Sousa às 15:52
link do post | mumble too! | Ear my mumbles (6) | How we mumbled:

See how I mumble...
Look for mumbles
 
Junho 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


My last mumbles...

PARA REFLECTIR

COBAIAS

PORQUE EU DISSE: - NÃO! ...

every single mumble

Junho 2013

Abril 2013

Novembro 2012

Setembro 2012

Julho 2012

Junho 2012

Abril 2012

Novembro 2011

Outubro 2011

Julho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Novembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

tags

todas as tags

Those who make me mumble

Diversidades | Faróis Con...

ERA UMA VEZ....

CROCÂNCIAS & TEXTURAS

QUATRO SONETILHOS A CATAR...

CIDADE SEM SENTIDO(S) - E...

Baile da vida

MOAXAHA IV

MENTE DESCONTÍNUA

Pai

À luz da lua

links
why I mumble
MUMBLES
Whenever it might be needed!
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds